Pages

sábado, 29 de janeiro de 2011

Marcelo Tavares critica MPs do governo e projeto para a Saúde


As Medidas Provisórias encaminhadas pela governadora Roseana Sarney (PMDB) à Assembleia Legislativa serão apreciadas em sessão a ser realizada na próxima segunda-feira (31), às 16h. Na extraordinária realizada de hoje pela manhã, as MPs foram lidas, abrindo-se o prazo regimental para discussão. Durante a sessão, o deputado Marcelo Tavares (PSB) disparou críticas à MP que prevê a contratação de professores no Estado por meio de processo seletivo pelo prazo de dois anos.

“Se aprovarmos essa Medida Provisória da maneira como ela foi proposta, da maneira como está em vigor, nós estaremos permitindo a supressão dos concursos públicos no Maranhão. Estaremos deixando de cumprir um dos princípios da nossa Constituição Federal que trata do concurso público”, disse.

Na avaliação do presidente Marcelo Tavares, “um governo que pode contratar por meio de processo seletivo por dois anos, prorrogável por mais dois anos, não é um governo que queira fazer concursos públicos. Não é um governo que queira escolher pelo mérito os funcionários públicos”.

Outra Medida Provisória criticada pelo presidente da Assembleia foi a que prorroga o Fundo de Combate à Pobreza (Fumacop). Ele explicou que o Fundo já existia nos governos de José Reinaldo (PSB) e Jackson Lago (PDT), sendo muito criticado porque trata da cobrança de impostos de forma pesada em alguns itens de muita utilização pelo consumidor maranhense, sendo o primeiro deles o combustível. A MP prevê a prorrogação do Fundo por mais 10 anos.

Na avaliação de Marcelo, antes de votar a matéria que, segundo ele, penaliza o consumidor maranhense, a Assembleia deve buscar junto ao governo explicações a respeito de como foi utilizado o Fundo de Combate à Pobreza nesses dois primeiros anos de governo, a fim de que os deputados possam ter a noção se de fato esses recursos estão sendo revestidos efetivamente no combate à pobreza.

Marcelo disse temer que a verba do Fundo tenha o mesmo destino que os recursos provenientes de empréstimos junto ao BNDES que a Assembleia aprovou para o governo no ano passado, no valor de R$ 800 milhões, cujo montante “servira unicamente para pagar as contas do governo no final de exercício ”.

Marcelo defendeu que a Assembleia faça uma ampla discussão sobre o que foi feito nos anos anteriores com esses recursos, para saber se podes delegar a prorrogação desses impostos por mais 10 anos.

“Não somos contrários à existência do Fundo de Combate à Pobreza, o que nós temos é que saber como esses recursos estão sendo gastos para, evidentemente, comprovarmos se estão sendo aplicados no combate à pobreza no Maranhão ou não”, esclareceu.

Jornal Pequeno

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Prazo para inscrição no Prouni acaba hoje à noite


Programa oferece mais de 123 mil bolsas em universidades privadas.
SÃO PAULO - As inscrições para o Programa Universidade para Todos (Prouni) terminam às 23h59 desta terça-feira (25). O programa do Ministério da Educação que distribui bolsas de estudos em instituições de educação superior privadas foi aberto na última sexta-feira (21).

O Prouni distribui bolsas de estudo em instituições de educação superior privadas. São oferecidas no Prouni 123.170 bolsas, sendo 80.520 bolsas integrais e 42.650 bolsas parciais (de 50%) em cerca de 1.500 instituições de ensino superior.

Para concorrer às bolsas, os candidatos devem ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2010, ter atingido no mínimo 400 pontos na média das cinco notas do exame (ciências da natureza e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; linguagens, códigos e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias, e a redação) e ter nota superior a zero na redação.

Duas etapas
Nesse processo, serão realizadas duas etapas de inscrição, segundo o MEC. As etapas são independentes, ou seja, o candidato que não for pré-selecionado na primeira terá nova chance de se candidatar, inscrevendo-se novamente.

O candidato pré-selecionado na primeira etapa não poderá se inscrever na segunda etapa do processo seletivo, exceto nos casos em que tiver sido pré-selecionado em curso em que não houve formação de turma. Em cada etapa, o estudante poderá escolher até três opções de curso e instituição.

As inscrições serão feitas exclusivamente pela internet no site do programa. Para fazer a inscrição, os candidatos deverão informar o número de inscrição e senha no Enem 2010, além de CPF.

A cada etapa de inscrição, serão realizadas duas chamadas subsequentes. O resultado, com a relação dos candidatos pré-selecionados na primeira chamada, será divulgado em 28 de janeiro. Esses estudantes deverão comprovar suas informações nas instituições de ensino até 4 de fevereiro. Caso ainda existam vagas disponíveis, será realizada uma nova chamada, em 11 de fevereiro, com prazo para comprovação dos documentos até 17 de fevereiro.

Entre os dias 21 e 24 de fevereiro, ocorre a segunda etapa de inscrições, com resultado a ser divulgado em 27 de fevereiro. Nessa etapa, a comprovação dos documentos necessários deverá ser feita até 4 de março. No caso de ainda existirem vagas disponíveis, uma segunda chamada será feita no dia 13 de março.
Podem se candidatar às bolsas integrais estudantes com renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais são destinadas a candidatos com renda familiar de até três salários mínimos por pessoa. Além de ter feito o Enem 2010 e ter alcançado a pontuação mínima, o candidato deve ter cursado todo o ensino médio em escola pública ou em escola particular na condição de bolsista integral.

Professores da rede pública de ensino básico, que concorrem à bolsa em curso de licenciatura, normal superior ou pedagogia, não precisam cumprir o critério de renda, desde que estejam em efetivo exercício e integrem o quadro permanente da escola.

G1

Chuva causa transtornos e alagamentos em ruas de Imperatriz


Um velho problema voltou a incomodar a população de Imperatriz. Mais uma chuva acima da média caiu sobre a cidade e, mais uma vez, as ruas ficaram alagadas. Com a intensificação das chuvas, que devem cair até o mês de maio, a tendência é que a cena se repita muitas vezes, e sem ainda nenhuma proposta de solução ter sido apresentada até agora.

A chuva castigou toda a cidade, mas seus efeitos foram vistos com maior intensidade nos bairros. Na Nova Imperatriz, por exemplo, dois pontos chamaram a atenção de quem passava. O primeiro era a avenida JK. Logo após o encontro desta com a rua Alagoas, no sentido BR, uma grande quantidade de água se acumulou, atrapalhando o trânsito no local. Pedestres ficaram impossibilitados de transitar no local, mesmo sobre a calçada.

Outro ponto do mesmo bairro onde o escoamento da água esteve longe do ideal aconteceu na rua Rio Grande do Norte. Neste local, em um pequeno trecho, localizado logo após a avenida JK, o grande acúmulo de água fez com que os veículos mudassem de rua, evitando o alagamento.
Há relatos, ainda, de veículos que teriam sido encobertos pela água. Um dos eventos citados teria acontecido próximo ao Plantão Central da Polícia Civil.

Alagamentos: exclusividade de Imperatriz?

Os transtornos causados pela chuva não são exclusividade de Imperatriz. As maiores cidades do país também têm sentido a força da natureza, aliada à falta de investimentos do poder público.

Em São Paulo, na sexta-feira (14), uma forte chuva gerou alagamentos em pelo menos 26 pontos da cidade, segundo informações do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). Neste mesmo dia, foram registrado 22 Km de congestionamento na capital paulista, além de a rodovia Raposo Tavares ter sido interditada, sendo liberada após as 18h.

Na quarta-feira (19) foi a vez da capital fluminense passar por maus momentos. No Rio de Janeiro, até o bairro de Copacabana, um dos mais conhecidos pelos turistas que visitam a cidade, registrou pontos de alagamentos.

Com informações do Jornal o Progresso de Imperatriz

Chega a 13 o número de cidades em emergência por seca no RS


Mais de 340 mil pessoas foram afetadas pela estiagem no estado. Alimentos e água são distribuídos à população de cidades atingidas.

Com o decreto da cidade de Dom Pedrito (RS), chega a 13 o número de municípios em estado de emergência devido à seca no Rio Grande do Sul, até esta terça-feira (25). De acordo com a Defesa Civil, mais de 340 mil pessoas foram afetadas pela estiagem no estado.

Estão em emergência as cidades de Candiota, Pedras Altas, Hulha Negra, Piratini, Santana do Livramento, Lavras do Sul, Herval, Pinheiro Machado, Pedro Osório, Cerrito, Bagé, Aceguá e Dom Pedrito.
Além desses municípios, ainda de acordo com a Defesa Civil, Tavares enviou uma Notificação Preliminar de Desastre (Nopred) e pode decretar emergência a qualquer momento.

A Defesa Civil e o governo do Rio Grande do Sul já distribuíram 41,9 toneladas de alimentos, 150 filtros de água e disponibilizaram 10 pipas de vinil, com capacidade de 4,5 mil litros cada, aos afetados pela seca.

Do G1, em São Paulo

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Sobe para 741 número de mortos na tragédia da região serrana do RJ


Rio de Janeiro – O número de mortes na tragédia da região serrana do Rio de Janeiro, castigada por fortes chuvas e avalanches de terra na semana passada, não para de subir. De acordo com o boletim mais recente, divulgado às 19h30 de hoje (19) pela Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil, os mortos já somam 741.

Ainda segundo a Secretaria de Estado de Saúde, Nova Friburgo, um dos municípios mais castigados pelas chuvas, tem 355 mortos. Em Teresópolis, há 302 mortos. Petrópolis contabiliza 63 óbitos e Sumidouro - maior produtor de hortaliças e verduras do estado -, 21.

 Petrópolis tem 3.600 desalojados e 2.800 desabrigados pela enxurrada da semana passada. Teresópolis contabiliza 960 desalojados e 1.280 desabrigados e Nova Friburgo, 3.220 desalojados e 1.970 desabrigados.

 Repórter da Agência Brasil

Nova presidente do Inep defende duas aplicações do Enem ao ano


Brasília - Malvina Tuttman, reitora da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), sempre foi uma defensora do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Agora passa a ser não apenas apoiadora do projeto, mas a principal responsável por ele.

Malvina Tuttman assumiu nesta semana a presidência do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), cargo até então ocupado por Joaquim Soares Neto. Ele ficou um ano à frente do órgão e sofreu duras críticas no ano passado depois dos erros na aplicação da prova. Não foi o primeiro a sair do Inep por causa do Enem: em 2009, Reynaldo Fernandes deixou a presidência do instituto após o roubo da prova. O exame teve que ser cancelado e reaplicado dois meses depois.

Em entrevista exclusiva à Agência Brasil, Malvina ressaltou que o Enem não é a única política do Inep e que as outras ações merecem igual atenção. No ano passado, a divulgação de algumas pesquisas e  indicadores educacionais ficaram atrasadas em meio aos problemas da prova. Ela defende que o Enem seja aplicado mais de uma vez por ano e aposta no caráter democrático do acesso ao ensino superior. “As mudanças requerem coragem para enfrentar os desafios e todas vêm com um ônus e um bônus”, afirmou.

Agência Brasil: Quando assumiu a presidência do Inep, Joaquim Soares Neto disse que sua prioridade era o Enem. Essa também é sua maior preocupação?
Malvina Tuttman: O Enem faz parte de um conjunto de importantes realizações do Inep, sem dúvida alguma. Mas temos outras ações fundamentais que não podem ser colocadas em segundo plano. O Enem é mais uma ação entre todas que contribuem para a formulação dos indicadores que serão o aporte para as políticas públicas educacionais. É preciso perceber o Inep como um todo e não como ações isoladas, mesmo que  elas sejam importantíssimas. O Enem assumiu vários significados e precisa ter um cuidado especial, mas não é a única ação do Inep.

ABr: O ministro Fernando Haddad diz, desde o ano passado, que o Enem deveria ser aplicado duas vezes ao ano. Já existe uma decisão sobre isso para 2011?
Malvina: Não existe decisão, mas estudos. Eu mesma sempre defendi a multiplicidade de possibilidades que temos que dar aos jovens. O Enem tem que ser um instrumento democrático de acesso à universidade. Quanto mais possibilidades de aplicar for possível, melhor.

ABr: Mas os estudos indicam que é possível fazer duas edições em 2011?
Malvina: Não há nenhuma definição. Eu estou assumindo o Inep exatamente hoje [ontem, quarta-feira], mas estamos estudando todas as possibilidades. O Enem começou sendo utilizado como instrumento de acesso por poucas universidades e, em um segundo momento, outras aderiram ao projeto. É preciso sempre acompanhar esse desenvolvimento, mas com pés muito firmes. Devemos ter em mente o que desejamos alcançar – e certamente se deseja mais momento de aplicação – mas temos que verificar as possibilidades para que isso seja feito com muita seriedade.

ABr: Em função dos problemas ocorridos nas edições passadas, o projeto de substituir os vestibulares tradicionais pelo Enem foi alvo de muitas críticas. Na sua opinião, o Enem está consolidado? É um caminho sem volta?
Malvina: Eu considero que sim, porque ele quebra paradigmas de acesso à universidade. O Enem é um ganho importante para todos aqueles que desejam ingressar numa instituição de ensino superior, ele democratiza de fato esse acesso. Não é um único instrumento de democratização, mas ele quebra uma corrente que percebia o ingresso de outra forma. Junto com outros instrumentos e apoiado por uma política de acesso e permanência, certamente ele é um avanço importante para o país. Agora, precisa ser acompanhado, é preciso ver quais foram os avanços e também as fragilidades para cada vez aperfeiçoar mais. As mudanças requerem coragem para enfrentar os desafios e todas vêm com um ônus e um bônus. Os ônus acontecem, mas serão tratados com a devida seriedade. E as fragilidades, se existirem, serão corrigidas.

Repórter da Agência Brasil

Sob olhares de R10, Fla estreia com vitória sem sustos e gols de reforços


Vander e Wanderley marcam, e Rubro-Negro derrota o Volta Redonda no Engenhão por 2 a 0. Ronaldinho e Thiago Neves acompanham a partida

Observado por Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves, o Flamengo estreou com vitória no Campeonato Carioca sob o comando de outros dois reforços menos badalados. Vander e Wanderley não formam uma dupla sertaneja, mas mostraram afinidade com a camisa rubro-negra na primeira partida oficial que disputaram pelo clube. Nesta quarta-feira, eles marcaram os gols da vitória por 2 a 0 sobre o Volta Redonda, no Engenhão.

Com este resultado, o Fla somou sem grandes sustos seus primeiros três pontos no Grupo A da Taça Guanabara. A equipe lidera no saldo de gols, já que mais cedo o Resende derrotou o Vasco por 1 a 0. Por sua vez, o Voltaço permanece com zero.

Os dois times voltam a campo no próximo sábado, às 17h (de Brasília). O Flamengo joga contra o América em Edson Passos, enquanto o Volta Redonda recebe o Boavista no Raulino de Oliveira.

Vander abre o placar no primeiro tempo
Ainda sem contar com Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves, que acompanharam a partida de camarote, o Flamengo apostou suas fichas no jovem Vander, contratado ao Bahia. Já o Volta Redonda entrou em campo com algumas caras conhecidas do torcedor carioca, como Radamés (Ex-Flu), Jonilson (ex-Bota e Vasco), Lopes (ex-Fla e Flu) e Jean (ex-Fla, Flu e Vasco).

No primeiro bom lance do Flamengo, Renato usou de seu ponto forte - o chute de fora da área - e fez o goleiro Mauro trabalhar logo aos nove minutos. Porém, era visível a falta de ritmo do time rubro-negro, que encontrava dificuldade para armar as jogadas ofensivas.

O Volta Redonda chegou com perigo aos 20 minutos. Lopes chutou com força e Felipe se esticou para defender no canto direito. Enquanto isso, o setor defensivo da equipe do interior procurava se proteger dos lançamentos em profundidade e cruzamentos do adversário.

Os flamenguistas só voltaram a ameaçar aos 32. Fierro recebeu de Leo Moura na área, demorou para chutar e devolveu para o lateral soltar a bomba de direita. Em seguida, aos 35, Fernando tocou para Fierro, que caiu na área, mas a jogada foi limpa e a bola ficou com o goleiro Mauro.

Jogador mais dinâmico do ataque rubro-negro na etapa inicial, Vander organizou o lance que abriu o placar no Engenhão, aos 41 minutos. Ele invadiu a área pelo lado direito, passou pela marcação de Radamés e cruzou para o meio. Padovani desviou contra a própria meta, mas o árbitro acabou dando o gol para o meia do Fla.

No segundo tempo, o Volta Redonda começou com tudo. Aos cinco minutos, Thiago Maciel passou a bola entre as pernas de Fernando e cruzou rasteiro, mas Jean chegou atrasado e não conseguiu concluir. Pouco depois, aos dez, Felipe salvou o Flamengo em dois lances seguidos. Primeiro, espalmou chute de Glauber, jogando para escanteio. Após a cobrança, ele defendeu cabeçada de Ávalos.

A resposta do Flamengo veio aos 11, quando Egídio arriscou de longe e quase acertou o ângulo esquerdo de Mauro. Na sequência, Vanderlei Luxemburgo fez duas mexidas: tirou o apático Deivid e lançou Wanderley na frente, além de trocar Fierro por Marquinhos.

Em sua primeira jogada, aos 15 minutos, Wanderley ampliou a vantagem do Flamengo. Leo Moura fez ótima jogada pela direita e cruzou na medida para o atacante tocar de cabeça, no canto direito.

A partir daí, os espaços começaram a aparecer ainda mais. Marquinhos teve a chance de aumentar aos 22, mas chutou fraco e facilitou o trabalho da zaga. Depois disso, o Flamengo passou a administrar a vantagem, enquanto o Volta Redonda, apesar da maior posse de bola, pouco ameaçava.

Embora tenha diminuído o ritmo, o Fla ainda ameaçou duas vezes no fim. Renato, aos 41 minutos, cobrou falta em cima da barreira. Já aos 45, Marquinhos dominou na entrada da área e bateu na rede pelo lado de fora, encerrando o primeiro passo do Fla em busca do 32º título estadual.

por Eduardo Peixoto

Veja dicas de estudo para os concursos do Banco do Brasil


Instituição realiza duas seleções para cadastro de reserva, em 15 estados. Candidato com boa classificação aumenta chances de ser chamado.

O Banco do Brasil lançou na semana passada dois concursos para formação de cadastro de reserva ao cargo de escriturário em 15 estados: um para 36 cidades nos estados de Alagoas, Amazonas, Ceará, Paraíba e Paraná e outro para 48 municípios nos estados de Acre, Amapá, Maranhão, Mato Grosso, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima e Sergipe. Para o primeiro, as inscrições estão encerradas. No segundo, o prazo vai até 7 de fevereiro.

No caso de cadastro de reserva, a convocação dos aprovados respeita a demanda da instituição financeira e também o prazo de validade do concurso, que é de um ano, prorrogável por igual período. Portanto, o candidato que conseguir uma boa classificação aumenta suas chances de ser chamado.

De acordo com especialistas, como o conteúdo dos editais está praticamente igual ao do último concurso realizado pelo banco no ano passado para o interior de São Paulo, com poucos tópicos acrescentados em duas disciplinas, quem estudou com base no documento anterior leva vantagem sobre os demais. Além disso, a organizadora é a mesma: a Fundação Carlos Chagas. Veja dicas por disciplina ao fim da reportagem.
Paulo Estrella, diretor da Academia do Concurso, diz que alguns itens foram acrescentados nas disciplinas de conhecimentos bancários e habilidades no atendimento. No primeiro caso, foram incluídos os tópicos BNDES, Conselho de Política Monetária (Copom) e Cédula de Crédito Bancário. Na segunda disciplina há o decreto lei 6.523, que regulamenta a lei 8.078 sobre o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC).

Além disso, dizem os especialistas, a principal característica da Fundação Carlos Chagas é cobrar os assuntos de forma equilibrada e direta, não deixando de fora nenhum tópico das disciplinas. De acordo com o edital, para ser classificado, o candidato terá que acertar mais de 40% da prova de conhecimentos gerais, mais de 50% da prova de conhecimentos específicos e no mínimo 50% no conjunto das duas provas.
A prova de conhecimentos gerais terá 40 questões com as disciplinas de língua portuguesa,  atualidades, matemática e raciocínio lógico. A de conhecimentos específicos reúne 40 questões de informática, conhecimentos bancários e ainda habilidades no atendimento, que engloba código de defesa do consumidor e do consumidor bancário.

Tempo curto para o primeiro concurso
A forma de estudar depende do conhecimento anterior e da disponibilidade do candidato, mas os especialistas destacam que no concurso para os estados de Alagoas, Amazonas, Ceará, Paraíba e Paraná os candidatos terão menos de um mês para se preparar - a prova será no dia 6 de fevereiro. Nesse caso,  Estrella recomenda focar o estudo em conhecimentos bancários e habilidades no atendimento.

“Se o candidato já estudou para outros concursos, ele já viu português, matemática e raciocínio lógico. Mas conhecimentos bancários são muito específicos. Já habilidades no atendimento abrange código de defesa do consumidor, que é um conteúdo muito extenso e demanda conhecimento da lei”, explica. "Quem começou a estudar agora deve pegar uma apostila bastante resumida para ter o mínimo de embasamento teórico de todas as matérias e posteriormente fazer as questões para tentar pegar os pontos mais cobrados normalmente nas provas”, aconselha Estrella.

Carlos Eduardo Guerra, diretor do Centro de Estudos Guerra de Moraes, também acha que a prioridade no caso de quem tem pouco tempo para estudar deve ser dada às disciplinas de conhecimentos específicos. “A Fundação Carlos Chagas faz muitos concursos, então o candidato deve aproveitar para fazer as provas anteriores mesmo que seja de outros concursos que não do BB”, orienta.

Ele acha possível o candidato aproveitar o tempo a seu favor tanto se ele fizer a prova em fevereiro quanto em março, como é o caso do concurso para os estados do Acre, Amapá, Maranhão, Mato Grosso, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima e Sergipe. “Isso desde que faça uma dedicação integral e abra mão dos compromissos pessoais”, ressalta Guerra.

Para quem já vinha se preparando para o concurso baseado em editais anteriores, o tempo final deve ser aproveitado para rever os pontos específicos e aqueles em que há mais dificuldade, além de fazer provas anteriores, orienta o especialista.

Veja abaixo as dicas por disciplina:
Matemática e raciocínio lógico

Benjamin Cesar, professor do Canal dos Concursos e autor do livro “Matemática Básica", pela Editora Campus/Elsevier, recomenda ao candidato treinar razões, proporções, divisão proporcional, regras de três simples e composta, problemas que envolvem porcentagem e funções exponenciais e logarítmicas.
“Deve-se fazer resoluções de problemas que envolvem a solução de equação de 1º e 2º graus. São bastante comuns também as sequencias, em que o candidato percebe a lei de formação e a partir daí descobre outros termos da sequência", diz.

Na parte de estatística, ele destaca cálculo de média, mediana e os problemas de probabilidade. Com relação à matemática financeira, o professor diz que o candidato deverá estudar todo o conteúdo para resolver as questões, pois os temas são interligados.

Na disciplina de raciocínio lógico, Cesar recomenda que o candidato dê atenção especial para as equivalências e as negações. “As aplicações dos princípios aditivos e multiplicativos são questões certas”, diz. Ele ressalta, entretanto, que todo o conteúdo deve ser estudado.


Língua portuguesa
O professor de língua portuguesa Adriano Vieira diz que a prova deverá ter bastante interpretação de texto, com questões de contextualização. Porém, para ele, o candidato não deve deixar de lado o estudo da gramática aplicada ao texto, priorizando concordância, regência, crase e termos da oração. “O ideal é o candidato treinar muito texto, de preferência da própria banca. Minha sugestão é buscar os últimos concursos de nível médio organizados pela Fundação Carlos Chagas”, afirma.

Dentro do conteúdo programático da redação de correspondências oficiais, Vieira destaca a importância da formatação e o objetivo de cada documento. “Serão cobradas questões sobre a disciplina, não se trata de elaborar uma dissertação. Os candidatos devem saber que o documento responsável pela redação oficial no Brasil é o Manual de Redação da Presidência da República, que rege a redação oficial do Poder Executivo. É fácil de baixar na internet”, indica.

Conhecimentos bancários

De acordo com João Batista Bernardo, professor de conhecimentos bancários da Academia do Concurso, o conteúdo programático dos editais deste ano tem dois tópicos que não existiam nos concursos anteriores: o Conselho de Política Monetária (Copom) e Cédula de Crédito Bancário.

O professor ressalta que em todos os concursos os assuntos mais solicitados têm sido sistema financeiro nacional, cheques, câmbio e depósitos à vista (abertura de contas correntes, documentos exigidos para pessoa física e pessoa jurídica e tipos de contas).

“O candidato tem que saber as principais atribuições do Conselho Monetário Nacional, Banco Central, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e BNDES, sem confundi-las. Com relação às instituições financeiras privadas, não interessa ao candidato o que faz um banco de grande porte. O candidato deve saber diferenciar um banco comercial de um banco de investimento e de um banco de desenvolvimento”, diz.

Habilidades no atendimento
Mônica Roberta, professora de habilidades no atendimento do curso Reta de Chegada, diz que o candidato deve dividir a disciplina em duas partes: de um lado as leis e os decretos, incluindo o Código de Defesa do Consumidor, e do outro o lado mercadológico, com marketing, serviços, venda e etiqueta. “Não é recomendável que o aluno estude os dois conteúdos no mesmo dia porque são muito diferentes. Ele deve fazer uma bateria de exercícios de provas passadas, assim vai fazendo as questões e revendo a teoria desses conteúdos mais explorados”, diz.

Segundo ela, a lei 10.098/00 fala sobre a acessibilidade para portadores de necessidades especiais e mobilidade reduzida, a lei nº 10.048/00 fala sobre atendimento prioritário e o decreto nº 5.296/04 regulamenta e amplia essas duas leis.

“Nessa prova pode ser cobrado muito conceito. Por isso, o aluno deve estudar bastante cada disciplina com atenção. Acredito em um peso maior da parte de legislação, o que dá vantagem ao pessoal da área de fiscal ou direito; contudo, o diferencial será a parte de marketing”, diz.

Segundo ela, tudo deve ser estudado, pois a classificação pode depender de uma questão de peso menor.

Informática
Roberto Andrade, professor de Informática do Centro de Estudos da Língua Portuguesa (Celp) , diz que nas provas da FCC dois assuntos básicos serão sempre cobrados: teclas de atalho (combinações de teclas e suas funções nos seus respectivos programas) e execução de tarefas (operações dos menus do Windows, Word, Internet Explorer, Excel).

“Não basta ao candidato conhecer bem o conteúdo de informática, é preciso principalmente dominar a interpretação das questões para responder exatamente o que é pedido, sem cair nas pegadinhas. Atenção às expressões perigosas como somente, apenas, obrigatoriamente, todas, elas induzem ao erro, pois confundem a interpretação do candidato. O caminho certo para a aprovação no concurso é a realização de muitos exercícios, principalmente tudo que a banca produziu anteriormente, não só as provas do seu concurso”, recomenda.

Dentro do Microsoft Windows, ele destaca a importância das operações básicas nos menus e execução de tarefas, bem como a manipulação de diretórios e arquivos (uso do Windows Explorer): tipos de arquivos, localização, criação, cópia e remoção de arquivos, cópias de arquivos para outros dispositivos, uso da lixeira para excluir e recuperar arquivos e uso da ajuda do Windows. Ele recomenda atenção especial aos atalhos de teclado e teclas de função que sempre são exigidos (Ctrl+A, Ctrl+C, F12, F1, entre outros).

Nos editores de texto Word e Writer, o professor destaca a criação e formatação de documentos, os ícones e suas funções, bem como as principais diferenças entre os dois programas, extensões de arquivo e menus.
De acordo com ele, no Excel e no Calc, o candidato deve estar atento às fórmulas (soma, subtração, divisão, porcentagem, média, SE, o uso do “$”) e, principalmente, lembrar de algumas regras básicas, tais como a fórmula deve começar com o sinal de igualdade, caso contrário não funcionará.

“Deve ser dada atenção especial na prioridade dos operadores matemáticos, pois o Excel segue rigorosamente as regras matemáticas, como fazer primeiro a potenciação, depois divisão e multiplicação e depois soma e subtração. Atenção aos parênteses colocados nas fórmulas”, diz.

Andrade ressalta que aumentou o nível de exigência nas questões sobre internet e no uso de termos específicos (URL, DNS, https, LAN, servidores). Ele recomenda ainda que sejam estudadas as funções do Internet Explorer (principalmente o novo), como manutenção e organização dos favoritos, histórico, downloads, navegação em hipertexto e uso de hyperlinks, webmails e pesquisas.

Outros temas que o professor considera relevantes são cookies, vírus, cavalo de tróia (trojan), worms, phishing, pharming, antivírus e firewall, além de wireless e MP3. Para ele, o candidato deve ainda dominar as funções básicas do Outlook, como configuração de contas, envio e recepção de e-mail, anexos e composição e exclusão da mensagem.

Marta Cavallini Do G1, em São Paulo


Inscrições para o SiSU terminam nesta quinta-feira


Mais de 800 mil candidatos já se inscreveram, segundo o MEC. Sistema oferece mais de 83 mil vagas no ensino superior.

O último dia de inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (SiSU) ocorre entre 6h e 23h50 desta quinta-feira (20). Até as 19h desta quarta-feira (19), 807 mil candidatos haviam feito 1,5 milhão de inscrições, segundo balanço divulgado pelo Ministério da Educação. Um candidato pode optar por até duas opções de cursos e instituições, configurando mais de uma inscrição.

De acordo com o MEC, o resultado da primeira chamada estará disponível para consulta dos candidatos no dia 24 de janeiro e os estudantes selecionados poderão efetuar a matrícula na instituição de ensino entre os dias 27 e 31 de janeiro, sempre nos dias úteis. Outras duas chamadas serão realizadas nos dias 4 e 13 de fevereiro.

Estudantes reclamaram de dificuldades para acessar o sistema. Além disso, muitos alunos chegaram a entrar na página de outros inscritos. O MEC anunciou que fez uma manutenção no sistema.

Limitador de tempo
O MEC criou um limitador de tempo de acesso ao site do SiSU. Com a mudança, o estudante tem 20 minutos para movimentar a página e fazer as opções e a inscrição. Após esse período, a área de inscrição fechará e o estudante terá de começar tudo de novo. Além disso, se a página ficar aberta, sem movimentação por dez minutos, também será fechada automaticamente. O MEC disse que, com a medida, pretende limitar a navegação excessiva na página de inscrição.

O site tem capacidade de 50 mil inscrições por hora. O MEC explica que, quando o número limite é superado, ocorre a tendência de lentidão. Por isso, recomenda que as simulações sejam feitas antes do login na área de inscrições.

Vagas
Pelo sistema, os estudantes podem concorrer a 83.125 vagas em 83 instituições públicas de ensino superior, sendo 39 universidades federais, cinco universidades estaduais, 38 institutos federais de educação, ciência e tecnologia e uma instituição isolada.

Ao fazer a inscrição, o candidato deve escolher, por ordem de preferência, até duas opções nas vagas ofertadas pelas instituições participantes do SiSU. O candidato também deve definir se deseja concorrer às vagas de ampla concorrência ou às vagas destinadas a políticas afirmativas (cotas). Durante o período de inscrição, o candidato pode alterar suas opções. Será considerada válida a última inscrição confirmada.
Ao final da etapa de inscrição, o sistema seleciona automaticamente os candidatos melhor classificados em cada curso, de acordo com suas notas no Enem 2010.

Lista de espera
Os candidatos não aprovados em sua primeira opção, em nenhuma das três chamadas, poderão constar da lista de espera do SiSU, desde que confirmem seu interesse na vaga, durante o período especificado.
Esta lista de espera não irá considerar reservas de vagas para cotas e bônus eventualmente atribuídos pelas instituições à nota do candidato no SiSU. O uso da lista de espera do SiSU para convocação dos candidatos será feito a critério de cada instituição.

No caso de notas iguais, o desempate entre os candidatos será efetuado considerando-se a seguinte ordem de critérios:

1) Maior nota obtida na redação;
2) Maior nota obtida na prova de linguagens, códigos e suas tecnologias;
3) Maior nota obtida na prova de matemática e suas tecnologias;
4) Maior nota obtida na prova de ciências da natureza e suas tecnologias;
5) Maior nota obtida na prova de ciências humanas e suas tecnologias;
O resultado do candidato estará disponível no site SiSU, nas instituições participantes e na Central de Atendimento do MEC, no telefone 0800-616161.

Do G1, em São Paulo

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Ala Açailândia estará realizando um dia de Ação Social no próximo sábado

Açailândia – A Ala Açailândia estará promovendo um sábado especial para a sociedade açailandense, a atividade é um dia de Ação Social, na ocasião a sociedade vai poder contar com serviços de diversas áreas, como assistência medica e outros serviços.

Este projeto estará acontecendo pela primeira vez no município. O dia de Ação Social terá inicio às 9 da manhã e encerrará às 16 horas.

Os profissionais que estarão trabalhando na Ação Social boa parte são voluntários, outros pagos por instituições parceiras do projeto.  

O projeto de Ação Social será durante todo o dia do próximo sábado 22 de janeiro, o local é na própria sede da igreja em Açailândia localizada na Rua Santos Dumont esquina com a Rua Boa Jesus no centro da cidade.

O dia de Ação Social é especialmente para aquelas pessoas que não condição financeira para obter os serviços disponíveis na rede particular. Toda a sociedade poderá participar. Para obter os serviços oferecidos não precisa de nenhum documentação em especial a não ser a identidade.    

Os serviços oferecidos são:
Atendimento com Center Fono, Triagem, Orientação Fonaudiologica, Dentista, Orientação de Higiene Bucal, Aplicação de Flúor, Orientação Jurídica, Orientação Civil e trabalhista, Cabeleireiras, Cortes de cabelos, Manicure, Orientação Educacional, Negocio Próprio, Qualificação profissional, orientação contábil, Academia Junior.

Matriculas para os seguintes cursos:
Armazenamento domestico em garrafa pete, curso de Teologia, Alimente se bem por 1 real, Genealogia e história da família, Artesanato, Pinturas, Tapete, Bijuterias em tecidos, “Sabonete, Hidratante, Xampu, Artesanal sais de banho”, Produtos de limpeza, Bijuterias em geral, relacionamento conjugal, oficina de esportes e muitos outros serviços.        

Todos os serviços oferecidos serão todos gratuitamente para a sociedade.  

Carlos Cristiano

Maranhão cria força-tarefa para ajudar vítimas das chuvas no RJ


Donativos podem ser entregues em vários pontos da capital e do interior do Estado.
SÃO LUÍS - Uma força-tarefa, tendo a frente o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBM-MA), por meio da Defesa Civil Estadual, e a Cruz Vermelha, teve início nessa segunda-feira (17), com o objetivo de arrecadar donativos para vítimas das enchentes do Rio de Janeiro.

As estratégias de trabalho da campanha foram discutidas durante reunião realizada no auditório do Comando-Geral do CBM-MA, que contou com a participação de representantes das empresas Oi, Vale, Lojas Maçônicas, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Companhia nacional de Abastecimento (Conab), Marinha do Brasil, da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e da Guarda Municipal.

A reunião foi coordenada pelo secretário executivo de Defesa Civil no Estado, coronel Carlos Robério dos Santos, e pelo secretário-geral da Cruz Vermelha no Maranhão, Júlio Cavalcante. Eles convocaram a todos a participar da campanha de arrecadação de donativos para as vítimas do maior desastre natural já ocorrido no Brasil.

"Estamos convocando empresas, ONGs, sociedade civil organizada, todos que possam participar dessa luta em prol daquela sociedade que hoje vive sofrendo pela perda de seus entes, de seus bens, dos seus patrimônios", disse o coronel Carlos Robério dos Santos, em tom de apelo. O efetivo completo da corporação estará envolvido na campanha, segundo informou o coronel.

Durante a reunião, foi passada a relação de materiais necessários para o atendimento aos afetados pelas chuvas. Na relação constam alimentos não perecíveis (de preferência para o pronto consumo), produtos de higiene pessoal e de limpeza, colchões, colchonetes, água mineral, fósforo, isqueiro e velas e medicamentos básicos.

Os donativos podem ser entregues nas sedes das empresas parceiras, nos quartéis em Imperatriz, Balsas, Caxias e Pinheiro, nos postos Guarda Vida na Litorânea e Araçagy, nos quartéis do Bacanga e Ponta da Areia e na Academia de Polícia no Parque Independência, na Cruz Vermelha e no Monte Castelo.
"A nossa expectativa é muito boa em relação ao espírito solidário da população maranhense, que é conhecido. Nós temos certeza que teremos uma grande arrecadação aqui no Estado" disse o secretário-geral da Cruz Vermelha, Julio Cavalcante.

O gerente de Relações Institucionais da Oi, Luiz Mauricio Lopes, disse que a empresa está angariando donativos em todos os estados e aqui, no Maranhão, eles também estão mobilizados na campanha. Como forma de sensibilizar a população a empresa vai enviar torpedo informando da campanha para todos os clientes da operadora.

Temporal
As fortes chuvas que têm atingido o Estado do Rio de Janeiro há uma semana deixou centenas de mortos e milhares de sobreviventes desabrigados e desalojados, principalmente na região serrana.
As cidades de Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto foram as mais afetadas. Já são mais de 650 mortes. Serviços como água, luz e telefone foram interrompidos, estradas foram interditadas, pontes caíram e bairros ficaram isolados. Equipes de resgates ainda enfrentam dificuldades para chegar a alguns locais.

Secom do governo do MA

IGREJA DE JESUS CRISTO DOS SANTOS DOS ÚLTIMOS DIAS REALIZARÁ DIA DE AÇÃO SOCIAL NESTE SÁBADO 22


A “Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias”, localizada no centro da cidade, entre as Ruas Bom Jesus, Santos Dumont e Anita Garibaldi, realizará neste próximo sábado, dia 22/01, um “Dia de Ação Social”, em que será disponibilizado um conjunto de serviços à população em geral.

Segundo o Bispo Francinaldo Silva Oliveira, dirigente da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, serão serviços de saúde, de orientação e de cidadania, arte, cultura, em parceria com diversas instituições, durante todo o dia (0800 às 1600 horas).

Aguardem mais informações.


''Poluição sonora causa perturbação mental e estimula a violência''

Delegado Carlos Damasceno: o combate à poluição sonora ajudará também na redução da criminalidade.

SÃO LUÍS - O delegado Carlos Alberto Damasceno, um dos responsáveis pela Operação Força Tarefa de Segurança para evitar poluição sonora, considerou como afronta ao Poder do Estado o número elevado de prisões e apreensões de veículos em desrespeito ao sossego público, no fim de semana, na capital maranhense.

Ao todo, 24 pessoas foram detidas por desrespeito à Lei do Silêncio e 23 veículos foram apreendidos por possuírem equipamentos de som com volume acima do permitido.

O delegado afirmou, em entrevista ao programa Ponto Final, na rádio Mirante AM, que estudos apontam que os ruídos sonoros em alta intensidade causam danos extremamente grande a saúde pública.

- Muitos crimes têm sido provocados pela intensidade de som. Uma coisa interessante. Os estudos apontam que a partir de 70 decibéis o ruído sonoro causa perturbação mental. Alguns médicos, a Oranização das Nações Unidas (ONU), também, defende que a exposição desse tipo de intensidade de som por algum tempo, mais precisamente duas horas, causa uma perturbação mental com a mesma intensidade de uma pessoa que experimenta cocaína. A partir dessas condições somadas, álcool que normalmente estão conjugadas a esse tipo de conduta, nós temos aí um índice de criminalidade muito grande, entre homicídios e outros tipos de delitos. Nós acreditamos que combatendo a poluição sonora iremos reduzir a quantidade dessa incidência criminal em nossa capital - assegurou.

A Operação Força Tarefa continuará durante o período do Pré-Carnaval em São Luís.

Força Tarefa
A Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) divulgou, nesta segunda-feira, (17), o balanço da segunda etapa da mega operação Força Tarefa de Segurança, planejada para evitar práticas criminais de poluição sonora.

Diversos bairros da Região Metropolitana de São Luis foram percorridos durante a operação em três dias de atividades. Durante operação foram combatidos outros tipos de delitos como roubos, tráfico de entorpecentes, infrações de trânsito e prostituição infantil.

A operação foi deflagrada na madrugada de sexta-feira, (14) e se estendeu até a madrugada desta segunda-feira, (17). Ao todo, 24 pessoas foram detidas por desrespeito à Lei do Silêncio e 23 veículos foram apreendidos por possuírem equipamentos de som com volume acima do permitido.

O trabalho operacional da Força Tarefa de Segurança contou com a participação das polícias Civil e Militar, do Corpo de Bombeiros, do Grupo Tático Aéreo (GTA), do Instituto de Criminalística do Maranhão (Icrim), da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), do Ministério Público Estadual, da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), da Promotoria da Infância e da Juventude, entre outros órgãos.

No final de semana passado, durante a primeira etapa da operação, cerca de 20 veículos e 14 pessoas foram conduzidas às delegacias por práticas delituosas.

Resultados da operação
Na primeira noite de trabalho, oito prisões foram registradas. Três em um posto de gasolina no bairro do Maiobão, em Paço do Lumiar. As outras ocorrências foram registradas no Anil, Olho d’Água, Praia do Meio e em vários pontos da capital maranhense.

Além dos postos de combustíveis, as forças policiais percorreram bares, clubes, casas de eventos, residências e veículos de passeio. Duas casas de eventos, localizadas no Centro Histórico, foram fechados. Em um deles, foram encontrados seis menores no interior do ambiente. Eles foram conduzidos pelos comissários da Promotoria da Infância e Juventude para a 1ª Vara da Infância, onde os pais ou responsáveis foram chamados para prestarem esclarecimentos sobre a permanência destes menores fora de casa naquele horário. O local também estava com a licença de funcionamento vencida.

No sábado (15), nove pessoas foram conduzidas aos Plantões Centrais, entre elas, uma proprietária de um estabelecimento no Maiobão. Outros nove carros foram apreendidos nos bairros do Cohatrac, Lira, São Cristovão e Olho d’Água. No domingo (16), sete pessoas foram detidas e tiveram seus veículos encaminhados ao pátio do Comando Geral da Polícia Militar.

O secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, ressaltou a importância do trabalho conjunto entre as instituições. “É importante a união de esforços em uma atuação coordenada das polícias e órgãos parceiros com o objetivo de oferecer segurança e tranqüilidade aos cidadãos de São Luís, principalmente, durante o período pré-carnavalesco, resgatando valores como a cidadania e o respeito ao próximo, e principalmente coibindo práticas abusivas e outras incidências criminais”, disse.

De acordo com o coordenador geral da operação, delegado Carlos Alberto Damasceno, a ação teve um saldo positivo. “Existe uma demanda muito grande de reclamações por parte da população contra a grande concentração de veículos em determinados pontos da cidade e o elevado som que produzem, causando transtornos a todos. Com a operação, conseguimos reduzir essa incidência em alguns bairros da capital”, informou.

As denúncias para o Centro Integrado de Operações Policiais (Ciops), por meio do 190 e do serviço de Disque-denúncia (98) 3223-5800, ajudaram a identificar os locais que apresentavam som acima do permitido. De acordo com o Disque-Denúncia, somente neste final de semana, ocorreram 30 registros de reclamações contra poluição sonora em São Luís.

Imirante

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Jejum dos mórmons é bom para o coração


Os mórmons sofrem menos de doenças cardíacas – e isso pode estar relacionado ao jejum religioso que eles praticam uma vez por mês. Até então, médicos atribuíam a resistência maior desse grupo à proibição do cigarro, própria da doutrina. Mas estudos recentes realizados na capital do mormonismo – o estado de Utah, nos Estados Unidos – apontam que ficar sem comer por um dia em cada mês pode estar ajudando a manter seus corações saudáveis.

Cerca de 70% dos habitantes de Utah são mórmons e praticam o jejum no primeiro domingo de cada mês. O estudo constatou que essas pessoas têm 40% menos chances de serem diagnosticadas com doenças coronárias, especialmente entupimento de artérias, se comparadas às que não praticam o jejum. O time não englobou apenas os religiosos: não-mórmons que também tinham o hábito regular de “dar um tempo de comida” foram igualmente classificados como mais resistentes às doenças de coração.

"O fato de essas pessoas jejuarem pode sugerir também que elas controlam melhor o que comem, e que essa disciplina se estende a outros comportamentos que ajam em benefício da saúde”, disse Bejamin Horne, coordenador do estudo. A pesquisa foi conduzida por cientistas da Universidade de Utah em Salt Lake City e do Centro Médico Intermountain, e foi apresentada na última conferência da Associação Americana do Coração. Segundo Horne, os resultados estão longe de confirmarem que jejuar é bom. “Mas os benefícios observados formam teorias que merecem ser estudadas”, disse.

Os mórmons também evitam café, chá e alcóol; tiram um dia na semana para descansar; vão à igreja e doam dinheiro ou tempo à caridade. O mormonismo é uma doutrina protestante norte-americana fundada em 1827, por Joseph Smith. Os mórmons praticavam a poligamia até ela ser proibida por lei, em 1887.
www.sidneyrezende.com

Com mais de 600 mortos, buscas na Região Serrana entram no 6º dia


Número de mortos chega a 672, segundo as prefeituras.
Polícia Civil informou que foi encontrado um corpo na cidade de Bom Jardim.

O número de mortos na Região Serrana do RJ já chega a 672, segundo os números oficiais das prefeituras das cidades devastadas pelas chuvas. Pelos últimos levantamentos dos municípios, são 318 mortos em Nova Friburgo, 274 em Teresópolis, 58 em Petrópolis, 20 em Sumidouro e 2 em São José do Vale do Rio Preto.
Em Teresópolis, a prefeitura informou que o número na Central de Cadastro de Desaparecidos pulou de 36 para 177. Em Petrópolis, há 26 desaparecidos, segundo a prefeitura. Em Sumidouro, há outros cinco. Já em Nova Friburgo, a prefeitura informou que não há levantamento sobre desaparecidos.

Já a Secretaria estadual de Saúde e Defesa Civil informaque são 665 mortos no estado, sendo 312 em Nova Friburgo, 276 em Teresópolis, 58 em Petrópolis (número inclui as duas mortes de moradores de São José do Vale do Rio Preto) e 19 em Sumidouro. O número de desabrigados e desalojados chega a 13.830, segundo o governo do estado.

Segundo a Polícia Civil, 661 corpos já foram identificados pelos peritos do IML (Instituto Médico Legal), sendo 275 em Teresópolis, 306 em Nova Friburgo, 56 em Petrópolis, 19 em Sumidouro, 4 em São José do Vale do Rio Preto e 1 em Bom Jardim. Com o corpo encontrado em Bom Jardim, passam a ser 6 cidades com registros de mortos na Região Serrana, segundo a polícia. O G1 não conseguiu entrar em contato com a prefeitura de Bom Jardim.

As buscas por outras vítimas que ainda estejam soterradas e o trabalho de resgate da população que ainda se encontra em áreas isoladas na Região Serrana do Rio entra em seu 6º dia, principalmente nos municípios de Nova Friburgo, Teresópolis e Petrópolis.

A previsão do tempo para o longo do dia é de pancadas de chuva e trovoadas, em toda a Região Serrana.
Diversas rodovias que cortam a Região Serrana ainda estão interditadas. Já a prestação de serviços básicos, como o fornecimento de luz e água, continua sendo gradativamente restabelecida nas cidades atingidas.
A Região Serrana recebeu o reforço de 700 militares de SP, MG e RS. De acordo com o Comando Militar do Leste (CML), são militares especializados na construção de pontes móveis.

Nesta segunda-feira, soldados do Batalhão Escola de Engenharia, de Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, instalarão uma ponte em Teresópolis. Além de Teresópolis, partes dos municípios de Bom Jardim e São José do Vale do Rio Preto também estão isoladas depois que diversas pontes foram destruídas pelo temporal.
Tendas como as usadas após tsunami abrigarão vítimas das chuvas. Elas serão doadas por uma ONG, que trabalha em parceria com o Rotary Internacional. Cada barraca tem capacidade para dez pessoas e possui equipamentos de sobrevivência, cozinha separada, fogareiro, panelas, talheres, pratos,  cobertor, purificador e armazenador de água.

Ajuda para desabrigados
O MEC anunciou bolsa de R$ 350 para estudantes da Região Serrana. Segundo o ministério, para receber a bolsa o estudante precisa ter sido selecionado para cursos universitários do Sistema de Seleção Unificada (SiSU), ou para obtenção de bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni).

O governador Sérgio Cabral disse nesta segunda-feira que sugeriu ao governo federal que 100% das moradias do programa "Minha Casa, Minha Vida", na Região Serrana , sejam destinadas às famílias que moram em áreas de risco.

Maior tragédia da história
Esta já é a maior tragédia climática da história país. O número de vítimas ultrapassou o registrado em 1967, na cidade de Caraguatatuba, no litoral norte de São Paulo. Naquela tragédia, tida até então como a maior do Brasil, 436 pessoas morreram. Relembre outras tragédias.

Do G1 RJ

Troca de carteira de identidade começa nesta segunda


A troca de carteiras de identidade por cartões do Registro de Identidade Civil com chip começa nesta segunda-feira (17/1). A novidade foi confirmada pelo Ministério da Justiça. As informações são do jornal Correio do Estado.

As pessoas serão selecionadas de forma aleatória, por meio de uma carta. serão intimados moradores, a princípio, de Brasília, Rio de Janeiro e Salvador. Elas ganharão o RIC, como é chamado o número único de registro de identidade civil disponível por meio de um cartão magnético. O documento contará com impressão digital e chip.

O RIC foi criado pela Lei 9.454, de 1997. No entanto, a lei só se tornou realidade no final de 2010, com o lançamento oficial da nova identidade pelo então ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto. A previsão é de que até o final de 2019 todos os documentos já tenham sido migrados para o novo sistema. O investimento é de R$ 90 bilhões.

O documento conterá nome, sexo, data de nascimento, foto, filiação, naturalidade, assinatura, impressão digital do indicador direito, órgão emissor, local e data de expedição e data de validade do cartão. Outras informações, como os antigos números do RG, título de eleitor e CPF são optativos.

Fonte: Conjur

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Tragédia na Região Serrana do RJ já deixa mais de 500 mortos


Chuva na Região Serrana é maior tragédia climática da história do país.
Segundo a Polícia Civil, 470 corpos já foram identificados pelo IML.

As chuvas na Região Serrana do Rio de Janeiro mataram no total 506 pessoas desde terça-feira (11). Em Teresópolis, morreram 223 pessoas. Em Nova Friburgo, o número subiu para 225, segundo a Defesa Civil do município. Em Sumidouro, a prefeitura confirmou um total de 19 mortos. Já em Petrópolis, a prefeitura divulgou que o total de mortos chega a 39 mortos.

A Polícia Civil informou que 470 corpos já foram identificados pelos peritos do IML (Instituto Médico Legal). Esta já é considerada a maior tragédia climática da história país. O número de vítimas ultrapassou o registrado em 1967, na cidade de Caraguatatuba, no litoral norte de São Paulo. Naquela tragédia, tida até então como a maior do Brasil, 436 pessoas morreram.

No ano passado, de janeiro a abril, o estado do Rio de Janeiro teve 283 mortes, sendo 53 em Angra dos Reis e Ilha Grande, na virada do ano, 166 em Niterói, onde se localizava o Morro do Bumba, e 64 no Rio e outras cidades atingidas por temporais em abril. Em SP, durante o primeiro trimestte de 2010, quando a chuva destruiu São Luiz do Paraitinga e prejudicou outras 107 cidades, houve 78 mortes. Os números da Região Serrana do RJ superam ainda os de 2008 em Santa Catarina, com 135 mortes. Relembre outras tragédias.

A tragédia causada pela chuva já deixou 414 famílias desabrigadas em Nova Friburgo. Segundo o coordenador da Defesa Civil do município, coronel Roberto Robadey, os moradores foram levados para seis abrigos da prefeitura. Já a prefeitura de Teresópolis designou dois abrigos: o Ginásio Pedrão, no Centro de Teresópolis, com capacidade para 800 pessoas, e um galpão no Bairro Meudon, onde podem ser alojadas 400 pessoas.

A infraestrutura da região foi atingida com severidade. Houve falta de luz, telefone e transporte nas três cidades. Bairros inteiros ficaram isolados e só na noite de quarta-feira (12) equipes de resgate começaram a dar conta da catástrofe em algumas das áreas mais atingidas. Em um desses esforços, foi resgatado com vida, sem arranhões, um bebê de seis meses de idade em Friburgo.

Oitocentos homens da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros tentam localizar desaparecidos em Teresópolis. O secretário do Ambiente do estado do Rio de Janeiro, Carlos Minc, classificou a chuva como a "maior catástrofe da história de Teresópolis". “Não foi possível escolher o que ia cair. Casa de rico, casa de pobre. Tudo foi destruído”, disse a empregada doméstica de 27 anos, Fernanda Carvalho.

De acordo com especialistas, a explicação para a repetição de tragédias no RJ é a falta de controle e planejamento no crescimento das cidades.  O relevo das cidades serranas funciona como uma barreira que impede a passagem das nuvens. Concentradas, elas provocam muita chuva numa única área.  A parte alta das montanhas é um terreno muito inclinado e a vegetação cresce sobre uma camada fina de terra. A água da chuva vai penetrando no solo, que fica encharcado e se descola da pedra. O volume de terra desce como uma grande avalanche, devastando o que encontra pela frente (veja vídeo ao lado).

Dilma sobrevoa Região Serrana
Após sobrevoar a Região Serrana do Rio nesta quinta-feira (13), a presidente Dilma Rousseff e o governador Sérgio Cabral falaram sobre os trabalhos de resgate e reconstrução nas áreas atingidas pela chuva: “É de fato um momento muito dramático. As cenas são muito fortes. É visível o sofrimento das pessoas. O risco é muito grande”, disse.

Sobre a prevenção de deslizamentos, Dilma disse que a questão é de ocupação adequada do solo: "A prevenção não é uma questão de Defesa Civil apenas. É uma questão de saneamento, drenagem e política habitacional de governo", disse Dilma. "A moradia em área de risco no Brasil é a regra, não é a exceção", afirmou.

Nova Friburgo
Dois corpos foram achados nos escombros da Rua Luís Spinelli, no Centro de Nova Friburgo, após a retomada das buscas no fim da tarde de quinta-feira (13), com a trégua da chuva. Um deles é o do sargento do 6º Grupamento de Bombeiros Militar (GBM), Marcos Antônio Werly da Conceição, o último dos três bombeiros que foram soterrados na quarta (12), durante as buscas por vítimas das chuvas.

Mais cedo, outro corpo já havia sido resgatado do mesmo local, e a Defesa Civil de Nova Friburgo chegou a suspender as buscas no local, após o reinício da chuva, por medida de segurança, mas o resgate foi retomado.

O ex-prefeito de Nova Friburgo, Paulo Azevedo, e o filho Mateus estão entre os desaparecidos depois da chuva. Desde a manhã dezenas de pessoas formam uma fila em frente ao ginásio Celso Peçanha da escola estadual de Nova Friburgo, em busca de informações de amigos e parentes desaparecidos no temporal.
Um comboio da Marinha segue para montar o hospital de campanha que atenderá a vítimas das chuvas na cidade. Desde quarta-feira (12) um grupo avançado já estava na cidade para avaliar o melhor local para instalar o serviço. O acesso à Região Serrana ainda é complicado.

Teresópolis
Familiares das vítimas da chuva
que atingiu Teresópolis reuniram-se na tarde desta quinta-feira para os enterros dos corpos. O Cemitério municipal Carlinda Berlim ficou lotado e, segundo os responsáveis pelo local, a expectativa era de que 145 pessoas fossem enterradas lá. Novas covas individuais precisaram ser abertas para receber os mortos.

A prefeitura designou dois abrigos para receber desabrigados: o Ginásio Pedrão, no Centro de Teresópolis, com capacidade para 800 pessoas, e um galpão no Bairro Meudon, onde podem ser alojadas 400 pessoas. O prefeito decretou luto oficial na cidade.

Começou a funcionar, na manhã desta quinta, o Hospital de Campanha do Corpo de Bombeiros, que foi montado na cidade. Ele fica próximo à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e da prefeitura local, e vai ajudar no atendimento às vítimas das chuvas na região.

O secretário de Defesa Civil de Teresópolis, Flávio Luiz Castro, afirmou na tarde desta quinta que as regiões mais atingidas por desabamentos e deslizamentos não eram “áreas prioritárias de risco”. De acordo com o secretário, a prefeitura tem um plano que analisa regiões de risco, e afirmou que os bairros afetados não estavam nessa lista.

Petrópolis
As equipes que trabalham no resgate às vítimas das chuvas no Vale do Cuiabá, em Itaipava, distrito de Petrópolis, encontraram, nesta quinta, 26 pessoas que estavam isoladas e incomunicáveis.
De acordo com a prefeitura de Petrópolis, elas foram localizadas pouco antes das 14h nas regiões conhecidas como Alto Cavalo e Santa Rita, locais com o maior grau de dificuldade de acesso. Segundo a Defesa Civil, nenhum óbito foi registrado no local.

Segundo a Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setrac), já foram encaminhados alimentos, água, material higiênico, entre outros para o auxílio das vítimas.

O tenente-coronel Geraldino, do Corpo de Bombeiros de Itaipava, informou que as buscas são prejudicadas nos locais mais acidentados e sem iluminação, mas o comando da unidade informou que o resgate não se encerrará totalmente no começo da noite, já que ainda há informações de pessoas vivas que estão em áreas isoladas.

A Prefeitura de Petrópolis já recolheu 15 toneladas de alimentos não perecíveis para ajudar as vítimas da chuva da cidade. Foram recolhidos ainda cerca de mil colchonetes, 5 mil litros de água, 10 toneladas de roupa, além de 3 mil rodos e 3 mil vassouras.

Rodrigo Vianna Do G1 RJ

MEC divulga resultados do Enem 2010


Brasília – Os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2010 já podem ser consultados no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). Hoje (13), o ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou que as notas só estariam disponíveis amanhã (14), mas a divulgação foi adiantada.

Após consultar seus resultados, os participantes do Enem 2010 podem se inscrever a partir de domingo (16) no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) no primeiro semestre de 2011. Nesta edição, serão oferecidas 83.125 vagas em 83 instituições, sendo 39 universidades federais.

Criado pelo MEC no ano passado, o Sisu possibilita ao candidato do Enem que disputar vagas em diferentes instituições, substituindo o vestibular. As inscrições vão de 16 a 18 de fevereiro. Os estudantes já podem acessar o Sisu para consultar quais são as instituições e cursos participantes desta edição.

Edição: João Carlos Rodrigues
Amanda Cieglinski
Repórter da Agência Brasil


quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

PM prende casal em Itinga acusado de tráfico de droga


Os militares apreenderam droga, dinheiro e um revólver calibre 38

Itinga – Policiais militares do destacamento da Polícia Militar em Itinga do Maranhão, distante 130 Km de Imperatriz, prenderam nessa quarta-feira (12) o casal Nilson de Almeida Sousa e Vilma das Neves Sousa, acusado de tráfico de droga.

Os sargentos Lima e Feitosa e os soldados Wiliston e Arnaldo encontraram Edilson Rodrigues dos Santos, 30 anos, em atitude suspeita e, ao realizarem abordagem, encontraram com ele uma pequena quantidade de crack. Ao ter sido perguntado onde havia adquirido a droga, Edilson Rodrigues respondeu que foi com o homem de nome Nilson.

Os policiais se dirigiram para a residência de Nilson de Almeida Sousa, localizada na Rua Roraima, 177, bairro São Sebastião. Ao avistar a viatura, Nilson fugiu pulando várias residências. Vinte minutos depois, ele foi preso embaixo de uma cama.

Na casa de Nilson, os militares apreenderam 37 gramas de crack, 70 gramas de maconha, uma balança de precisão, R$ 24,00 e um revólver Taurus calibre 38, com 9 cartuchos intactos.

Vale ressaltar que Nilson é marido de Vilma das Neves, que já havia sido presa por tráfico no início do mês e se encontrava em liberdade, praticando o mesmo crime. O casal foi entregue na delegacia de Itinga.

O Progresso